Arte/Viagem

CASA INDUSTRIAL E MINIMALISTA NA TAILÂNDIA – BOAS IDEIAS E MUITO VERDE

Uma aventura de Tuktuk em Bangkok, Tailândia, me levou a conhecer o Jirawat. Ele fez todo o projeto de sua casa industrial e com decoração minimalista. Muito verde em vários jardins e boas ideias do que fazer na sua casa.

Ao entrar no apartamento do Jirawat, me surpreendi com uma composição de vários santos, inclusive católicos, o que é bem raro nas casas da Tailândia. “Eu não quis desrespeitar, eu gosto do símbolo que as imagens carregam. Não sou religioso, mas gosto dos significados”, explica Jirawat. E por que não?

Inclusive, ele já mostrou que é dos nossos. Adora um mercado de pulgas, ou free market como chamamos. “No capitalismo, tudo já está pronto e feito. Nós caçamos algo particular e tem muito aqui em casa. Vamos entrar?”, diz ele.

Não sem antes apreciar esse banco lindo, típico da Tailândia.

Essa construção tem aproximadamente 35 anos. Quando o Jirawat comprou, derrubou todas as paredes e aplicou no piso azulejos coloniais que ele conseguiu em uma cidade tailandesa chamada Ayutthaya.

Como adora viajar, muito da decoração veio de outros países. Aqui temos México, Cambodja, Indonésia, entre outros.

O Jirawat conta que tem uma empresa de designer gráfico e que cresceu em uma família de designers de moda, por isso também está envolvido no meio. Pela casa, ele expõe e guarda várias de suas produções.

A cozinha-bar é perfeita para receber os amigos. Ele mesmo projetou todos os detalhes.

Falando em detalhes, aqui encontramos mais imagens de santos e mais objetos de diferentes lugares do mundo. “Eu acredito no poder da imagem. Quando temos algum objetivo claro em nossa mente, tudo o que fazemos é para alcançá-lo”, conta Jirawat.

Essa pia super diferente é usada em ambientes hospitalares e o Jirawat conseguiu em um OUTLET da marca.

As prateleiras são da antiga estação de trem. Já percebeu como podemos encontrar pessoas apaixonadas por garimpo como nós em qualquer lugar do mundo? “É a lei da atração”, diz Jirawat.

Esse papel de parede já estava na casa. Que sorte! O lustre foi adquirido em um free market e é de Cristal Murano!! Que achado. Ao lado, uma recém adquirida imagem rara do Rei da Tailândia.

O Jirawat explica que o amor dos tailandeses pelo Rei envolve também respeito e apreciação pelas melhorias que ele realizou no país. “É um homem de coração bom que dedicou sua vida para fazer a vida das pessoas melhor. Eu o amo pelo que ele fez, não só porque é da família real”, diz ele.

A varanda cheia de plantas é simplesmente um charme com essa parede azul e os espelhos ornamentados.

Olha quanta luz natural! É sempre importante pensarmos em como preservar o máximo de iluminação natural, que além de ser saudável e sustentável, traz um clima maravilhoso para dentro de casa. Aqui, as esquadrias com vidro garantem a passagem de luz.

Lá dentro, o escritório que também é coworking para sua equipe é repleto de móveis antigos e, como diz o Jirawat, uma estante “inacabada”.

Vamos subir mais um pouco? Essa casa maravilhosa tem 4 andares!

Eu amei a combinação do cinza com rosa. O suporte do ventilador foi feito à mão.

Aqui no último andar, fica o quarto e mais um jardim lindo que o Jirawat cuida com todo o carinho. Por fim, um terraço com vista de tirar o fôlego! Ufa!

“A casa perfeita pra mim não precisa ser espaçosa nem ter muitas coisas, mas me deixar tranquilo e conectado”, diz Jirawat.

Foi incrível conhecer a forma como vive o Jirawat e como ele é conectado com seu lar. “É importante habitar todos os espaços da sua casa”, diz ele.

“Diversidade é aqui”, diz Jirawat.

Lembre-se de se inscrever aqui no canal: https://goo.gl/aFe7h9

Sempre existiram. Pessoas, lugares, encontros. Sempre existiram. Tangíveis, palpáveis, inimagináveis. Sempre existiram. Criações, intenções, ilusões. Sempre existiram. Existem, sempre existirão. Cenas que não são vistas somente com os olhos.

Write A Comment