Casas

DECORAÇÃO MAIS LOUCA E ROSA QUE JÁ ENCONTREI – ARTISTA ANDRÉ VENZON

Por novembro 11, 2018 Sem Comentários

É verdade! Essa é a decoração mais diferente que já te mostrei. Realmente SURREAL e toda rosa com significado, com propósito e com ARTE. Muita arte e pensamento crítico para criar essa casa/atelier do artista André Venzon em Porto Alegre.

Posicionada em cima de uma mecânica de carros, a casa-atelier do André já tem uma entrada de cair o queixo.

Reconheceu o aspecto dos madeirites de obra? Aqueles painéis de madeira que são usadas nas grandes construções para tampar o que está sendo construído? No começo, o André usava esse madeirite nas molduras dos quadros, mas em razão da qualidade da madeira, agora ele usa o mesmo processo de tingimento em anilina industrial, que dá o mesmo aspecto.

Por que a escolha do madeirite? “O madeirite é um indicador de mudança, de transformação urbana. E como nós não vemos o que está por trás dos tapumes, muitas vezes não refletimos sobre aquele lugar. E isso começa a ter relação direta com a pessoa”, explica André.

“Tudo começou com uma caixa dessas na cabeça, que colocava em questão a nossa identidade e nossa realidade”, explica André.

Esse é um dos lugares mais incríveis que eu já te mostrei! Se prepara que tem muito detalhe!

O André é um colecionador de diferentes tipos de obras de arte, mas também expõe toda a sua própria coleção. Olha o suporte dessa mesa: uma catraca de cinema antigo pintado de amarelo!

Muitas peças e obras de arte ficam guardadinhas, esperando o reencontro. O André conta que resgatou várias peças especiais, fez trocas, doações. É tanta obra de arte que ele tem, que a ideia foi começar a colocar até no teto! Eu simplesmente amei essa ideia!

E essa frase? Segundo o André, o artista quis dizer que devemos tratar as pessoas como tocamos os pianos: com delicadeza, com sensibilidade, com arte!

“Eu acredito que as coisas são as pessoas. Eu busco nos leilões objetos que estejam fora de seu lugar, perdidos”, diz André.

Esse piano ficou quase um ano na rodoviária de Porto Alegre, e foi tocado por muuuuuuuuitas pessoas. Consigo imaginar quantas histórias e conexões foram feitas.

Mas por que o rosa?

“O rosa veio primeiro do madeirite, e depois, esse tom forte, quase magenta, é bem difícil de encontrar na natureza ou até nas construções civis. Ele sinaliza, se destaca”, diz André.

Para saber mais sobre o André, siga ele:

Instagram: @andrevenzon

Quer mandar alguma coisa rosa para ele? Manda uma mensagem pelo instagram e combina com o André. Quem sabe você não faz parte da próxima exposição dele?

Lembre-se de se inscrever aqui no canal: https://goo.gl/aFe7h9