Casas

PEQUENO DUPLEX COM PISO DE VIDRO E JANELAS ENORMES COM VISTA PARA O VERDE DE UM DESIGNER DE OBJETOS

Oieee, tudo bem?

Eu adoro mostrar como vivem as pessoas que são as mentes por trás dos objetos e mobiliários que nós tanto amamos. Sim! Hoje vou mostrar o pequeno duplex do designer de objetos Murilo Weitz.

Gosto assim: já na entrada quebrando conceitos. A área de serviço e o lavabo ficam lado a lado discretamente bem na entrada. E por que não?

E falando na entrada, quem precisa de sapateira quando se tem… Um skate?

O Murilo fez várias intervenções na planta do apartamento para aproveitar melhor o espaço de aproximadamente 70m², considerando os dois andares.

O apê tem um piso de vidro no segundo andar que garante muita luz natural, valorizando ainda mais a vista para um parque super verde em plena São Paulo.

O mais incrível dessa visita é poder ver de pertinho e perguntar tudo sobre o trabalho do Murilo! Esses vasos hexagonais na varada, por exemplo, fazem parte de um estudo sobre reaproveitamento de cerâmica.

O tapete pixelizado também é criação própria! Aqui na cozinha, ele tirou a parede e usou o tom de bronze para fazer a composição. Eu adorei porque quase nunca vejo nas casas que mostro aqui.

O nichos são uma ideia incrível! Outra ideia que adorei é o degrau de madeira que vira móvel da TV e pode virar banco. Sempre admiro os objetos e móveis que têm mais de uma utilidade, e essa ideia foi simplesmente genial!

Na sala de estar, mais peças que foram criação do Murilo. “Eu adoro misturar estampas, texturas, cores”, diz ele.

Esse revestimento é um reaproveitamento de couro! Dá pra acreditar? A criatividade do Murilo é admirável, com essa luminária inspirada em uma planta, a bandeja com duas utilidades e os experimentos em cerâmica. Assista o vídeo completo pra ver ele contando todos os detalhes de cada peça! Vamos subir?

Quem aí tem coragem? Essa escolha do piso de vidro veio para aproveitar a iluminação e ampliar o apartamento, além de ser super moderno.

“Você vai ver que coloquei bastante espelho por todos os lugares para ampliar e duplicar os espaços”, diz Murilo.

Outra peça do Murilo que eu adorei foi essa mesa “flutuante”, que você prega na parede e fica com a parte de baixo completamente livre. Para ele, o objetivo foi que ninguém ficasse olhando pra pé de mesa lá de baixo. Engenhoso, né?

O guarda corpo em grade cria um efeito mais industrial, mesclando com a obra de arte autoral na parede. E mais um cantinho para as experiências! Isso é muito importante: aproveitar os espaços de acordo com suas necessidades e desapegar do convencional.

Para conhecer mais sobre o Murilo Weitz é só clicar no link: https://www.instagram.com/muriloweitz/

Lembre-se de se inscrever no meu canal: https://goo.gl/aFe7h9

Sigamos juntos!

Sempre existiram. Pessoas, lugares, encontros. Sempre existiram. Tangíveis, palpáveis, inimagináveis. Sempre existiram. Criações, intenções, ilusões. Sempre existiram. Existem, sempre existirão. Cenas que não são vistas somente com os olhos.

Write A Comment