Casas

SEM GASTAR MUITO – MÓVEIS DE GARIMPOS BONS E BARATOS EM APARTAMENTO ANTIGO QUASE MINIMALISTA

Por fevereiro 9, 2020 Sem Comentários

Quem disse que para ter um apartamento lindo precisa gastar fortunas? O Derek me mostrou exatamente isso: ter uma casa linda gastando pouco. Como? Eu registrei tudinho pra você se inspirar. Vem comigo!

Há tempos que alguns seguidores aqui do canal me recomendavam visitar o apartamento do Derek Fernandes. Chegando lá entendi perfeitamente o que vocês queriam me mostrar.

O Derek mora em um apartamento antigo de 1950, todo preservado (não fez obras e quebra-quebras e valorizou a arquitetura original) e ele decorou só usando móveis comprados em feiras de antiguidades, garimpos do dia a dia, achados imperdíveis e claro, muitas plantas.

Eu adoro quando cada cantinho da casa é pensado como uma experiência. Olha como o hall já é impactante! Esse super arranjo foi feito com várias plantas secas em uma tela dessas de galinheiro, cheia de furinhos.

Isso sim é fazer a decoração com alma e sem estourar orçamentos.

O apartamento com pé direito de 3 metros de altura é alugado, provando mais uma vez que não precisa esperar a casa própria para ter uma decoração incrível. Essa mesa no centro, por exemplo, é de design e foi encontrada na internet por um preço irresistível.

O banquinho para apoiar os pés veio da casa da mãe. Como bom garimpeiro, ele sabe que as casas de avós e mães são lugares cheios de verdadeiras preciosidades. A poltrona era de escritório, bem tradicional, e se tornou o cantinho preferido da Vanilla, a gatinha dele que inclusive também tem perfil no instagram.

O papel de parede é um espetáculo à parte, com um degradê que traz rusticidade e combina com o clima de garimpo da casa. “Tem quem ame, tem quem ache estranho”, brinca Derek. Eu sou do time que ama!

Garimpar significa desenvolver um olhar para os tesouros de design e peças que parecem corriqueiras, mas que se bem posicionadas, podem se tornar a atração principal da sua decoração.

E qual a dica para quem quer começar a garimpar?

“Primeiro procure nas feiras de antiguidades, antes dos antiquários. Na feira você vai achar bastante coisa legal com um preço acessível”, diz Derek. Nesse cantinho, um banco comprado na feira do Bixiga aqui em São Paulo expõe um castiçal antigo religioso.

Também é importante desapegar da perfeição, porque quando garimpamos, procuramos objetos que já têm história em suas próprias marcas. Paixão pelos detalhes!

Esse sofá foi o primeiro item comprado para um antigo café que o Derek tinha. Quantas memórias ele guarda? E pode acreditar: as almofadas foram costuradas pelo próprio Derek.

Falando em detalhes, eu fiquei apaixonado por esse piso da “copa/escritório”, como diz o Derek. Aqui seria uma área externa, mas a planta original trouxe essas janelas enormes de vidro que garantem uma iluminação incrível.

A cor azul da parede era um desejo antigo que combinou perfeitamente com a tapeçaria e a obra de arte na parede.

Essa peça que é uma criatura com a linguinha pra fora é uma criação de um dos melhores amigos do Derek, o talentoso do @o.bestiario. O espelho enorme com moldura douradinha, tão tradicional, foi comprado de uma senhora do próprio bairro.

Onde originalmente era uma copa, o Derek adaptou para um espaço de trabalho cheeeeeio de plantas lindas.

A cozinha também está original, e o Derek fez uma disposição de luminárias para compensar a falta de iluminação natural nessa parte do apê. Pequenos focos de luz são sempre legais para criar diferentes climas no ambiente.

Como tem poucos armários, ele optou por colocar uma prateleira em cima da bancada da pia. As louças mais delicadas ficam guardadas nos antigos móveis, deixando a cozinha um charme.

A dica para quem quer apartamento grande são os prédios antigos! Aqui no corredor, mais um espelho garimpado e outra luminária super fofa. “Essa não é antiga, é uma peça nova da China que eu comprei pela internet”, conta Derek. Aqui nada é comum!

A cama é feita de palets antigos industriais, de ferro! Para proteger da parede antiga e áspera, ele mesmo costurou uma cabeceira, ao invés de reformar a parede e tirar o charme original.

Mais mesinhas de garimpo e luminárias antigas. Olha que cristal especial que a própria mãe do Derek trouxe da Bahia. A tapeçaria na parede foi trazida do Rio de Janeiro, é dos anos 60, e mostra uma briga de galos.

Já reparou que apesar de ser um garimpeiro de mão cheia, o Derek não é acumulador e nem tornou a casa super apertada de objetos? Esse é mais um dos pré-conceitos que temos que quebrar sobre os garimpeiros! Dá pra ser minimalista também.

O guarda-roupa adquirido recentemente é um garimpo de uma loja, indicação de um amigo. “É pequeno, mas eu não tenho tanta roupa, cabe tudo”, diz Derek. O vaso em cima é um presente de Natal do noivo, um dos objetos favoritos.

Vale a pena seguir o Derek no Instagram e conhecer mais sobre os trabalhos de fotografia que ele faz. https://www.instagram.com/derekfernandes/

Lembre-se de se inscrever no meu canal: https://goo.gl/aFe7h9